ecac

O que é ecac

ECAC

European Civil Aviation Conference (Conferência Europeia da Aviação Civil)

Para que serve ecac

ECAC (European Civil Aviation Conference) é uma organização que estabelece padrões e recomendações para a aviação civil na Europa.

Principais Funções:

  • Estabelecer normas: Desenvolver e manter padrões de segurança, operacionais, técnicos e ambientais para a aviação civil.
  • Harmonizar regulamentos: Trabalhar com os estados membros para harmonizar os regulamentos de aviação, facilitando a movimentação transfronteiriça de aeronaves e passageiros.
  • Promover a cooperação: Facilitar a colaboração entre as autoridades de aviação civil europeias e outras partes interessadas do setor.
  • Fornecer orientação técnica: Oferecer orientação e aconselhamento técnico sobre questões relacionadas à aviação civil.
  • Representar a Europa: Representar os interesses da aviação civil europeia em fóruns internacionais.

Áreas de Foco:

  • Segurança: Promover a segurança da aviação por meio de normas, inspeções e compartilhamento de informações.
  • Meio Ambiente: Reduzir o impacto ambiental da aviação, estabelecendo padrões de emissões e promovendo práticas sustentáveis.
  • Operações: Melhorar a eficiência e a regularidade das operações de aviação, definindo normas para navegação aérea, comunicações e procedimentos.
  • Mercado único: Facilitar a movimentação livre de pessoas e mercadorias por via aérea, removendo barreiras regulatórias.
  • Ciência e Tecnologia: Apoiar a pesquisa e o desenvolvimento na aviação civil, incluindo novas tecnologias e inovações.

Estados Membros:

A ECAC é composta por mais de 40 estados membros, incluindo todos os estados membros da União Europeia, bem como outros países europeus e países mediterrâneos.

Significado ecac

[[pt]][[pt]]- Centro Espiritual e de Assistência Cristã

Como funciona ecac

A ECAC (Eurocontrol Central Air Traffic Control) é a organização europeia responsável pela segurança da navegação aérea. Ela foi criada em 1963 e tem sede em Bruxelas, na Bélgica. A ECAC é responsável por coordenar os sistemas de controle de tráfego aéreo dos 41 países membros e por estabelecer padrões e procedimentos comuns para a segurança da navegação aérea.

A ECAC trabalha em estreita colaboração com a Organização Internacional de Aviação Civil (ICAO) e com outras organizações internacionais para garantir a segurança da aviação em todo o mundo.

As principais funções da ECAC são:

  • Coordenar os sistemas de controle de tráfego aéreo dos países membros;
  • Estabelecer padrões e procedimentos comuns para a segurança da navegação aérea;
  • Prestar assistência técnica aos países membros;
  • Promover a pesquisa e desenvolvimento na área da navegação aérea;
  • Representar os países membros perante a ICAO e outras organizações internacionais.

A ECAC tem desempenhado um papel fundamental na melhoria da segurança da aviação na Europa. A organização tem ajudado a coordenar os sistemas de controle de tráfego aéreo dos países membros, a estabelecer padrões e procedimentos comuns para a segurança da navegação aérea e a prestar assistência técnica aos países membros. A ECAC também tem promovido a pesquisa e desenvolvimento na área da navegação aérea e representado os países membros perante a ICAO e outras organizações internacionais.

Como fazer ecac

Ingredientes:

  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 1/2 xícara de açúcar
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 1 ovo grande
  • 1/2 xícara de leite
  • 1 colher de sopa de manteiga derretida
  • 1/2 colher de chá de extrato de baunilha

Instruções:

  1. Em uma tigela média, misture a farinha, o açúcar e o sal.
  2. Em uma tigela pequena separada, bata o ovo, o leite, a manteiga derretida e o extrato de baunilha.
  3. Adicione os ingredientes molhados aos ingredientes secos e mexa até incorporar. Não misture demais.
  4. Aqueça uma frigideira ou frigideira antiaderente em fogo médio.
  5. Despeje 1/4 xícara de massa na frigideira para cada panqueca.
  6. Cozinhe por 2-3 minutos por lado, ou até dourar e cozido no centro.
  7. Sirva com seus acompanhamentos favoritos, como manteiga, xarope, geleia ou frutas frescas.

Dicas:

  • Para panquecas mais fofas, deixe a massa descansar por 10-15 minutos antes de cozinhar.
  • Se a massa estiver muito grossa, adicione um pouco mais de leite. Se estiver muito fina, adicione um pouco mais de farinha.
  • Cozinhe as panquecas em fogo médio para evitar que queimem por fora e fiquem cruas por dentro.
  • Você pode adicionar frutas frescas, chocolate chips ou nozes à massa antes de cozinhar para obter um sabor extra.
  • Sirva as panquecas quentes para melhor sabor.

Autores ecac

[[pt]]Autores EsCAC

  • Paulo Campos Costa - Professor Catedrático do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho e coordenador do EsCAC
  • Fátima Nabais - Professora Associada com Agregação do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • Lurdes Macedo - Professora Associada com Agregação do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • Maria Carvalhinho - Professora Associada do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • Pedro Almeida - Professor Associado do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • Sandra Silva - Professora Auxiliar do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • Ana Valente - Investigadora Doutorada do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Bruno Sousa - Professor Auxiliar do Departamento de Comunicação e Artes da Universidade de Aveiro
  • Carla Almeida - Professora Associada do Departamento de Comunicação e Artes da Universidade de Aveiro
  • Carlos Coelho - Professor Auxiliar do Departamento de Comunicação e Artes da Universidade de Aveiro
  • Cátia Esteves - Investigadora do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • Cintia Oliveira - Assistente Convidada do Departamento de Comunicação e Artes da Universidade de Aveiro
  • Daniela Tavares - Investigadora do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Diana Melo - Investigadora do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Diogo Reis - Investigador do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Filipa Borges - Investigadora do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Francisco Queirós - Professor Auxiliar do Departamento de Comunicação e Artes da Universidade de Aveiro
  • Gabriela Freitas - Bolseira de Pós-Doutoramento do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • Gonçalo Esteves - Professor Auxiliar do Departamento de Comunicação e Artes da Universidade de Aveiro
  • Henrique Monteiro - Professor Auxiliar do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • Hugo Xavier - Professor Auxiliar do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • Isabel Allegro - Professora Auxiliar do Departamento de Comunicação e Artes da Universidade de Aveiro
  • João Costa - Professor Catedrático do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • João Esteves - Professor Auxiliar do Departamento de Comunicação e Artes da Universidade de Aveiro
  • João Rodrigues - Professor Auxiliar do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • Jorge Varanda - Professor Catedrático do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • José Luís Ferreira - Investigador do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Joana Vieira - Investigadora do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Luís Ferreira - Investigador do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Luís Pedro Nunes - Professor Auxiliar do Departamento de Comunicação e Artes da Universidade de Aveiro
  • Maria Alexandra Vasconcelos - Professora Associada do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • Maria José Brites - Investigadora do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Mariana Pimentel - Investigadora do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Miguel Moreira - Investigador do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Nuno Ferreira - Professor Auxiliar do Departamento de Comunicação e Artes da Universidade de Aveiro
  • Pedro Caldas - Investigador do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Pedro Cunha - Investigador do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Pedro Oliveira - Investigador do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Raquel Barros - Professora Associada do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • Rita Curto - Investigadora do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Rosa Monteiro - Investigadora do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Sandra Sá - Investigadora do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Sara Pereira - Investigadora do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Sílvia Melo - Investigadora do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Susana Costa - Investigadora do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Susana Rosa - Investigadora do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Tiago Correia - Professor Auxiliar do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho
  • Vânia Ferreira - Professora Associada do Departamento de Comunicação e Artes da Universidade de Aveiro
  • Vasco Trigueiros - Investigador do CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória” da Universidade do Porto
  • Vítor Tomé - Professor Catedrático do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho

Tipos ecac

Tipos ECAC

  • ECAC D1: A principal divisão da ECAC, composta por instituições da NCAA Division I. Inclui as seguintes conferências: America East Conference, Atlantic 10 Conference, Atlantic Coast Conference, Big East Conference, Colonial Athletic Association, Metro Atlantic Athletic Conference, Patriot League, Southern Conference e Sun Belt Conference.

  • ECAC D2: A segunda divisão da ECAC, composta por instituições da NCAA Division II. Inclui as seguintes conferências: Central Atlantic Collegiate Conference, East Coast Conference, Northeast-10 Conference, Pennsylvania State Athletic Conference, South Atlantic Conference e Sunshine State Conference.

  • ECAC D3: A terceira divisão da ECAC, composta por instituições da NCAA Division III. Inclui as seguintes conferências: American Rivers Conference, Empire 8 Athletic Conference, Great Lakes Intercollegiate Athletic Conference, Landmark Conference, Liberty League, Middle Atlantic Conference, Midwest Conference, Minnesota Intercollegiate Athletic Conference, New England Collegiate Conference, Northern Athletics Collegiate Conference, North Eastern Athletic Conference, Ohio Athletic Conference, Old Dominion Athletic Conference, Presidents' Athletic Conference, South Atlantic Conference, Wisconsin Intercollegiate Athletic Conference e United East Conference.

  • ECAC D3 Independents: Instituições da NCAA Division III que não fazem parte de uma conferência da ECAC.

  • ECAC Junior Colleges: Instituições de nível júnior que fazem parte da ECAC.

  • ECAC Club Sports: Clubes esportivos de instituições membros da ECAC que competem em esportes que não são oferecidos pela NCAA.

  • ECAC Non-Varsity Sports: Esportes não universitários que são oferecidos por instituições membros da ECAC.

Conclusão ecac

Conclusão CECAC

Perguntas Frequentes ecac

Perguntas Frequentes ecac

O que é o ECAC?

  • A Comissão Económica para a África (ECA) é a agência regional das Nações Unidas que promove o desenvolvimento económico e social em África.

Quais são as missões do ECAC?

  • Promover o desenvolvimento sustentável em África
  • Promover a integração económica regional
  • Fornecer assistência técnica e apoio aos países africanos
  • Promover o desenvolvimento de capacidades e a pesquisa
  • Advocacia em nome dos países africanos em fóruns internacionais

Quem são os membros do ECAC?

  • Todos os 54 países africanos
  • As seguintes organizações regionais:
    • União Africana
    • Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento (IGAD)
    • Comunidade da África Oriental (EAC)
    • Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC)
    • Mercado Comum da África Oriental e Austral (COMESA)
    • Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO)
    • União Económica e Monetária da África Ocidental (UEMOA)

Onde está localizada a sede do ECAC?

  • A sede da ECA está localizada em Adis Abeba, Etiópia.

Como a ECA contribui para o desenvolvimento económico e social em África?

  • Através da prestação de assistência técnica e apoio aos países africanos nas seguintes áreas:
    • Desenvolvimento económico
    • Integração económica regional
    • Desenvolvimento de capacidades
    • Pesquisa
    • Advocacia

Quais são algumas das realizações da ECA?

  • Ajudou a criar a União Africana
  • Ajudou a estabelecer a Zona de Comércio Livre Continental Africana (AfCFTA)
  • Desenvolveu o Índice de Desenvolvimento Sustentável para África (IDDA)
  • Formou mais de 10.000 funcionários públicos africanos
  • Publicou relatórios e estudos abrangentes sobre as economias e sociedades africanas

Como posso obter mais informações sobre a ECA?

  • Visite o website da ECA: www.uneca.org
  • Contacte o gabinete de representação da ECA no seu país
  • Siga a ECA nas redes sociais:
    • Twitter: @ECA_Official
    • Facebook: @EconomicCommissionforAfrica
    • LinkedIn: Economic Commission for Africa (ECA)

Reading next

caraicarai

Leave a comment

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.