fampe

O que é fampe

Federação Atlética Mineira de Pentatlo

Para que serve fampe

FAMPE (Fundação de Atendimento Médico de Pesquisa e Ensino) é uma organização sem fins lucrativos que atua na área de saúde pública no Brasil.

Principais funções:

  • Atendimento médico: Presta atendimento médico de qualidade e gratuito para comunidades de baixa renda.
  • Pesquisa: Conduz pesquisas científicas voltadas para a melhoria da saúde pública.
  • Ensino: Capacita profissionais de saúde, incluindo médicos, enfermeiros e outros trabalhadores da saúde.
  • Promoção da saúde: Promove ações de educação em saúde e prevenção de doenças.
  • Desenvolvimento de políticas públicas: Colabora com o desenvolvimento e implementação de políticas públicas de saúde.

Objetivos:

  • Reduzir as desigualdades sociais em saúde.
  • Melhorar a qualidade de vida das populações vulneráveis.
  • Promover a saúde e o bem-estar da população brasileira.

Áreas de atuação:

  • Atendimento primário à saúde
  • Doenças crônicas (como diabetes, hipertensão e câncer)
  • Saúde da mulher e da criança
  • Saúde mental
  • Saúde ambiental

Significado fampe

[[pt]]Significa "família"

Como funciona fampe

O que é FAMPE?

FAMPE (Farping and Merging) é um algoritmo de compressão de dados sem perdas usado para imagens digitais. Ele foi projetado para reduzir o tamanho do arquivo sem comprometer a qualidade da imagem.

Como funciona o FAMPE?

O FAMPE funciona em duas etapas principais:

  1. Farping: Esta etapa divide a imagem em pequenos blocos chamados "farpels". Os farpels são então analisados para identificar padrões repetitivos.

  2. Merging: Esta etapa combina os farpels com padrões repetitivos em um único bloco maior. Isso reduz o número total de blocos na imagem, diminuindo o tamanho do arquivo.

Características principais do FAMPE:

  • Sem perdas: A qualidade da imagem não é comprometida durante a compressão.
  • Alta taxa de compressão: O FAMPE pode atingir taxas de compressão de até 50%, dependendo da imagem.
  • Suporta vários formatos de imagem: O FAMPE pode ser usado para comprimir JPEG, PNG, GIF e outros formatos de imagem.
  • Computacionalmente eficiente: O algoritmo FAMPE é relativamente rápido e pode ser implementado em hardware e software.

Aplicações do FAMPE:

O FAMPE é amplamente utilizado em várias aplicações, incluindo:

  • Armazenamento e transmissão de imagens
  • Edição e processamento de imagens
  • Desenvolvimento de jogos
  • Compressão de imagens médicas

Vantagens do FAMPE:

  • Alta taxa de compressão sem perda de qualidade
  • Computacionalmente eficiente
  • Suporta vários formatos de imagem

Desvantagens do FAMPE:

  • Pode ser mais lento que outros algoritmos de compressão com perdas (como JPEG)
  • Pode produzir artefatos de compressão em algumas imagens

Como fazer fampe

Ingredientes:

  • 1 kg de farinha de milho branca
  • 500 g de feijão-fradinho
  • 100 g de bacon
  • 2 cebolas médias
  • 2 dentes de alho
  • 1 pimentão verde
  • 1 pimentão vermelho
  • 1 xícara de óleo de soja
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:

  1. Prepare o feijão-fradinho: Deixe o feijão-fradinho de molho em água por pelo menos 8 horas. Escorra e cozinhe em água fervente até ficar macio (cerca de 40 minutos).
  2. Faça o refogado: Corte o bacon em cubos pequenos e frite em uma panela até dourar. Adicione a cebola e o alho picados e refogue até murchar. Acrescente os pimentões cortados em cubos e refogue por mais alguns minutos.
  3. Misture a farinha de milho: Em uma tigela grande, misture a farinha de milho com o sal e a pimenta-do-reino.
  4. Adicione os ingredientes: Adicione o feijão-fradinho cozido, o refogado e o óleo de soja à farinha de milho. Misture bem até formar uma massa homogênea.
  5. Modele o fampe: Divida a massa em pequenas porções e modele bolinhos ovais.
  6. Frite o fampe: Aqueça o óleo em uma panela funda e frite os bolinhos de fampe até dourar por todos os lados.
  7. Sirva: Escorra o fampe em papel toalha e sirva quente.

Dicas:

  • Para uma versão mais saudável, use óleo de canola ou azeite de oliva para fritar o fampe.
  • Você pode adicionar outros ingredientes ao fampe, como milho verde, cenoura ou linguiça.
  • O fampe pode ser congelado por até 3 meses. Para descongelar, basta aquecer no forno ou no micro-ondas.

Autores fampe

  • Mia Couto (1955-) é um dos mais importantes escritores moçambicanos da actualidade. A sua obra é caracterizada pelo uso de uma linguagem poética e pelo tratamento de temas como a identidade, a história e a cultura moçambicanas. Entre as suas obras mais conhecidas estão "Terra Sonâmbula" (1992), "O Último Voo do Flamingo" (2000) e "Jesusalém" (2013).
  • José Eduardo Agualusa (1960-) é um escritor angolano conhecido pelas suas obras de ficção e não ficção. A sua escrita é caracterizada pelo uso de uma linguagem coloquial e pelo tratamento de temas como a história e a cultura angolanas. Entre as suas obras mais conhecidas estão "O Ano em que Zumbi Tomou o Rio" (1989), "A Conjura" (2008) e "A Rainha Ginga" (2014).
  • Luandino Vieira (1935-2021) foi um escritor angolano conhecido pelas suas obras de ficção e não ficção. A sua escrita é caracterizada pelo uso de uma linguagem lírica e pelo tratamento de temas como a vida quotidiana em Angola e a luta pela independência. Entre as suas obras mais conhecidas estão "Luuanda" (1964), "Vidas Novas" (1975) e "O Velho da Sé" (2004).
  • Pepetela (1941-) é um escritor angolano conhecido pelas suas obras de ficção e não ficção. A sua escrita é caracterizada pelo uso de uma linguagem irónica e pelo tratamento de temas como a história e a cultura angolanas. Entre as suas obras mais conhecidas estão "Mayombe" (1978), "O Desejo de Kianda" (1995) e "O Cão e os Caluandas" (2003).
  • Ondjaki (1977-) é um escritor angolano conhecido pelas suas obras de ficção e não ficção. A sua escrita é caracterizada pelo uso de uma linguagem coloquial e pelo tratamento de temas como a vida quotidiana em Angola e a infância. Entre as suas obras mais conhecidas estão "Bom Dia Camaradas" (2001), "Os Transparentes" (2005) e "O Avô com Escamas" (2015).

Tipos fampe

Tipos comuns

Conclusão fampe

Conclusão do Fampe

O Fundo de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) é uma instituição de fomento à pesquisa científica e tecnológica em Minas Gerais. Ao longo dos seus anos de existência, o FAMPEMIG tem desempenhado um papel fundamental no desenvolvimento da ciência e da tecnologia no estado, apoiando projetos de pesquisa, bolsas de estudo e eventos científicos.

O FAMPEMIG é uma instituição consolidada e reconhecida no cenário nacional. Com sua atuação, tem contribuído para a formação de recursos humanos qualificados, o avanço do conhecimento científico e o desenvolvimento de novas tecnologias.

A continuidade do apoio do FAMPEMIG à pesquisa científica e tecnológica é essencial para que Minas Gerais mantenha sua posição de destaque na produção científica nacional e para que o estado continue sendo um polo de inovação e desenvolvimento.

Recomendações

Para fortalecer ainda mais a atuação do FAMPEMIG, recomenda-se:

  • Aumentar os recursos destinados ao fomento da pesquisa;
  • Ampliar a oferta de bolsas de estudo para pesquisadores e estudantes;
  • Apoiar projetos de pesquisa interdisciplinares e translacional;
  • Fortalecer a cooperação com outras instituições de fomento à pesquisa;
  • Promover a divulgação científica e a popularização da ciência.

Com essas ações, o FAMPEMIG poderá continuar a contribuir para o desenvolvimento da ciência, da tecnologia e da inovação em Minas Gerais.

Perguntas Frequentes fampe

Perguntas Frequentes da FAMPE

1. O que é a FAMPE?

R: A FAMPE (Federação das Associações de Municípios do Estado do Paraná) é uma entidade de representação municipalista, que reúne 399 municípios paranaenses.

2. Qual é o papel da FAMPE?

R: A FAMPE tem como principais atribuições: * Representar os municípios perante o Governo do Estado, Assembléia Legislativa e outras instituições; * Defender os interesses dos municípios e promover o municipalismo; * Prestar assistência técnica e consultoria aos municípios; * Promover o intercâmbio de experiências e boas práticas entre os municípios.

3. Quem pode ser associado à FAMPE?

R: Todos os municípios paranaenses.

4. Quanto custa para ser associado à FAMPE?

R: O valor da anuidade é calculado com base na renda per capita de cada município.

5. Quais são os benefícios de ser associado à FAMPE?

R: Os municípios associados têm acesso a: * Assessoria jurídica e técnica gratuita; * Cursos, treinamentos e eventos exclusivos; * Participação em comissões temáticas; * Acesso a informações e estudos sobre temas de interesse municipal; * Representação conjunta em negociações com o Governo do Estado e outras instituições.

6. Como entrar em contato com a FAMPE?

R: Através do telefone (41) 3233-7900 ou pelo site www.fampe.com.br

Reading next

caraicarai

Leave a comment

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.