parcelamento microempreendedor individual

O que é parcelamento microempreendedor individual

Parcelamento Simplificado para Microempreendedores Individuais (MEI)

É um facilitador para microempreendedores individuais que desejam regularizar seus débitos com o INSS, ISS e ICMS. Permite o parcelamento em até 60 meses, com entrada de 5% e taxas de juros reduzidas. O valor mínimo da parcela é de R$ 50,00.

Benefícios:

  • Redução das taxas de juros;
  • Prazos de parcelamento estendidos;
  • Possibilidade de parcelamento de débitos antigos;
  • Negociação de dívidas com órgãos públicos.

Critérios de Elegibilidade:

  • Ser microempreendedor individual;
  • Ter débitos com o INSS, ISS ou ICMS;
  • Não ter débitos com a Receita Federal;
  • Não estar em recuperação judicial ou falência.

Como solicitar:

  1. Acesse o site do Simples Nacional (https://www.simplesnacional.gov.br);
  2. Crie uma conta ou faça login;
  3. Acesse a aba "Parcelamento Simplificado";
  4. Preencha o formulário e anexe os documentos necessários;
  5. Aguarde a análise e aprovação do seu pedido.

Documentos necessários:

  • Documento de identidade;
  • CPF;
  • CNPJ do MEI;
  • Comprovante de renda;
  • Comprovante de domicílio;
  • Declaração de débitos.

Observações:

  • O parcelamento não isenta o microempreendedor individual das obrigações tributárias futuras;
  • Os juros incidentes sobre o parcelamento são calculados com base na taxa SELIC;
  • Em caso de inadimplência com as parcelas, o parcelamento será cancelado e os débitos voltarão ao valor original.

Para que serve parcelamento microempreendedor individual

Parcelamento do Microempreendedor Individual (MEI) é um programa que permite que os MEIs regularizem suas dívidas com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de forma facilitada. Ele é destinado aos MEIs que estão inadimplentes com suas contribuições mensais ou que possuem dívidas anteriores.

O programa oferece várias vantagens, como:

  • Possibilidade de parcelamento em até 60 vezes: Os MEIs podem dividir suas dívidas em parcelas mensais, o que torna mais fácil o pagamento.
  • Isenção de juros e multas: Os MEIs que aderirem ao programa podem ter seus juros e multas perdoados, desde que cumpram regularmente com os pagamentos das parcelas.
  • Flexibilidade: Os MEIs podem escolher a data de vencimento das parcelas, o que permite que elas sejam adaptadas ao seu fluxo de caixa.
  • Regularização da situação fiscal: Ao aderir ao parcelamento, os MEIs regularizam sua situação fiscal e evitam problemas com a Receita Federal e com o INSS.

Para aderir ao parcelamento, o MEI deve:

  • Acessar o site do INSS (www.gov.br/inss)
  • Clicar em "Empresário ou contribuinte individual"
  • Selecionar a opção "Parcelamento"
  • Preencher o formulário com as informações solicitadas
  • Enviar a solicitação

O MEI receberá um comunicado informando se sua solicitação foi aprovada ou não. Se aprovada, ele poderá imprimir o boleto de pagamento das parcelas e efetuar o pagamento na data de vencimento.

O parcelamento do MEI é uma excelente oportunidade para os microempreendedores regularizarem suas dívidas e evitarem problemas futuros. Ele oferece condições facilitadas e flexíveis, permitindo que os MEIs se planejem financeiramente e cumpram com suas obrigações fiscais.

Significado parcelamento microempreendedor individual

Parcelamento para Microempreendedores Individuais (MEIs)

O parcelamento é uma opção oferecida pela Receita Federal do Brasil (RFB) para que os Microempreendedores Individuais (MEIs) possam pagar dívidas tributárias em condições especiais.

Tipos de Parcelamento

O MEI pode optar por dois tipos de parcelamento:

  • Parcelamento Especial para MEIs (PA-MEI): Permite o parcelamento de dívidas até R$ 60.000,00 em até 60 meses, com redução de juros e multa.
  • Parcelamento Simples: Permite o parcelamento de dívidas acima de R$ 60.000,00 ou dívidas que não se enquadrem no PA-MEI. As condições de parcelamento variam de acordo com o valor da dívida e o histórico de pagamento do MEI.

Requisitos para Parcelamento

Para solicitar o parcelamento, o MEI deve:

  • Estar adimplente com as demais obrigações tributárias federais (exceto a dívida a ser parcelada);
  • Não ter sido excluído do MEI nos últimos 12 meses;
  • Não ter parcelamentos em andamento na RFB.

Como Solicitar o Parcelamento

O pedido de parcelamento pode ser feito pelo Portal e-CAC da RFB ou pelo aplicativo MEI Fácil.

Vantagens do Parcelamento

  • Redução de juros e multa;
  • Prazo estendido para pagamento;
  • Possibilidade de regularizar a situação fiscal;
  • Evitar a exclusão do MEI por falta de pagamento.

Atenção

  • O parcelamento não isenta o MEI do pagamento da dívida tributária;
  • Em caso de inadimplência na parcela, o parcelamento será cancelado e a dívida original será cobrada integralmente;
  • A falta de pagamento das parcelas pode resultar na exclusão do MEI.

Como funciona parcelamento microempreendedor individual

Como Funciona o Parcelamento do MEI

1. Verificação da Dívida

  • Acesse o Portal e-CAC do Governo Federal.
  • Clique em "Serviços" > "MEI" > "Parcelamento MEI".
  • Informe seu CNPJ e verifique o valor total da dívida.

2. Modalidade de Parcelamento

  • Existem duas modalidades de parcelamento:
    • Convencional: Parcelas mensais fixas e corrigidas pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).
    • Extraordinário (REFIS): Parcelas trimestrais reajustadas pela taxa Selic.

3. Simulação de Parcelamento

  • Você pode simular o valor das parcelas utilizando a ferramenta disponível no site da Receita Federal.
  • Informe o valor da dívida e a modalidade desejada.

4. Solicitação do Parcelamento

  • Após verificar a dívida e simular o parcelamento, retorne ao Portal e-CAC e clique em "Solicitar Parcelamento".
  • Preencha o formulário com as informações solicitadas e anexe os documentos necessários (declarações, comprovantes de renda, etc.).

5. Análise e Aprovação

  • A Receita Federal analisará sua solicitação e emitirá uma decisão em até 30 dias.
  • Caso aprovado, você receberá um documento com os dados do parcelamento (número de parcelas, valor e vencimento).

6. Pagamento das Parcelas

  • As parcelas devem ser pagas até o vencimento informado no documento de parcelamento.
  • O pagamento pode ser feito através de boleto bancário, cartão de crédito ou débito em conta.

7. Suspensão ou Cancelamento

  • O parcelamento pode ser suspenso ou cancelado a pedido do MEI ou por descumprimento das condições estabelecidas.
  • Em caso de cancelamento, o valor total da dívida será cobrado imediatamente.

Observações:

  • O parcelamento é concedido apenas para dívidas vencidas até a data da solicitação.
  • Há um limite de parcelamento por MEI, que varia de acordo com a modalidade escolhida.
  • Os juros e multas incidentes sobre a dívida serão pagos durante o período de parcelamento.

Como fazer parcelamento microempreendedor individual

Como Parcelar Dívidas do Microempreendedor Individual (MEI)

1. Verifique sua Situação Fiscal

  • Acesse o Portal do Simples Nacional (https://www.gov.br/receitafederal/pt-br/servicos/meu-imposto-de-renda/simples-nacional).
  • Informe seu CPF e senha.
  • Na aba "Serviços", selecione "Parcelamentos".

2. Escolha o Tipo de Parcelamento

  • Parcelamento Previdenciário (INSS): para dívidas relacionadas ao INSS.
  • Parcelamento Fiscal: para dívidas de impostos, como DAS e FGTS.

3. Elabore o Pedido de Parcelamento

  • Clique em "Novo Pedido de Parcelamento".
  • Selecione o tipo de parcelamento desejado.
  • Informe o período das dívidas que serão parceladas.
  • Escolha o número de parcelas (máximo de 60).

4. Calcule o Valor das Parcelas

  • O sistema calculará automaticamente o valor das parcelas com base no montante da dívida e no número de parcelas.
  • Verifique os valores e confirme as informações.

5. Gere o Documento de Arrecadação (DARF)

  • Clique em "Gerar DARF".
  • Imprima o DARF e pague dentro do prazo de vencimento.

6. Acompanhe o Parcelamento

  • Acesse o Portal do Simples Nacional e selecione a aba "Parcelamentos".
  • Clique em "Consulta de Parcelamentos".
  • Informe o número do seu CPF ou CNPJ.
  • Verifique o status do seu parcelamento e as parcelas restantes.

Observações:

  • O prazo máximo para pagamento do parcelamento é de 60 meses.
  • Há juros e multas aplicados sobre as dívidas parceladas.
  • É possível renegociar o parcelamento em caso de dificuldades financeiras.
  • Em caso de dúvidas, entre em contato com a Receita Federal pelo telefone 146.

Autores parcelamento microempreendedor individual

[[pt]]Autores do Parcelamento Microempreendedor Individual

O Parcelamento Microempreendedor Individual (MEI) é um benefício tributário oferecido pelo Governo Brasileiro a microempreendedores individuais que se enquadram em determinados critérios. O objetivo do MEI é facilitar o pagamento de impostos e contribuições previdenciárias, regularizando a situação fiscal do microempreendedor.

Os autores do MEI são:

  • Governo Federal: O MEI foi criado pela Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006.
  • Receita Federal do Brasil (RFB): É o órgão responsável pela administração do MEI e pelo recolhimento dos impostos.
  • Instituto Nacional do Seguro Social (INSS): É responsável pela arrecadação das contribuições previdenciárias do MEI.
  • Ministério da Economia: É responsável pela definição das políticas públicas relacionadas ao MEI.

Tipos parcelamento microempreendedor individual

Tipos de Parcelamento para Microempreendedores Individuais (MEIs)

Os microempreendedores individuais (MEIs) podem optar por diferentes formas de parcelamento de dívidas tributárias, incluindo:

Parcelamento Administrativo:

  • Período de parcelamento: até 60 meses
  • Valor mínimo das parcelas: R$ 50,00
  • Sem juros e multa
  • Solicitação via Portal do Simples Nacional

Parcelamento Especial (PAES):

  • Período de parcelamento: até 180 meses (15 anos)
  • Valor mínimo das parcelas: R$ 100,00
  • Com juros e multa
  • Solicitação via Delegacia da Receita Federal do Brasil (DRF)

Parcelamento Previdenciário (PARCELPREV):

  • Período de parcelamento: até 120 meses (10 anos)
  • Valor mínimo das parcelas: R$ 50,00
  • Com juros e multa
  • Solicitação via Portal da Previdência Social

Condições Gerais:

  • As dívidas elegíveis para parcelamento são aquelas vencidas há até 60 meses.
  • O MEI deve estar regular com as obrigações tributárias e previdenciárias nos últimos 5 anos.
  • O parcelamento pode ser solicitado a qualquer momento, desde que o MEI cumpra as condições exigidas.
  • O MEI pode optar por antecipar o pagamento das parcelas sem ônus adicional.

Conclusão parcelamento microempreendedor individual

Conclusão do Parcelamento do Microempreendedor Individual (MEI)

O parcelamento do MEI é uma forma de regularizar débitos tributários junto à Receita Federal do Brasil. Ele permite que o microempreendedor divida o valor total de suas dívidas em parcelas mensais, facilitando o pagamento.

Para concluir o parcelamento do MEI, é necessário:

  1. Acessar o Portal e-CAC: Faça login no site da Receita Federal (www.gov.br/receitafederal) usando seu CPF e senha.
  2. Selecionar o menu "MEI": Clique na opção "MEI" no menu lateral esquerdo.
  3. Clicar em "Parcelamento": Selecione a opção "Parcelamento" no menu superior.
  4. Verificar as pendências: Confirme se todos os débitos a serem parcelados estão listados. Se houver algum valor em aberto, regularize-o antes de prosseguir.
  5. Definir o número de parcelas: Escolha o número de parcelas em que deseja dividir o valor total das dívidas. O parcelamento pode ser feito em até 60 meses (5 anos).
  6. Gerar o DARF: Clique no botão "Gerar DARF" para emitir o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF).
  7. Efetuar o pagamento: Pague o DARF até a data de vencimento indicada.

Após o pagamento da primeira parcela, o parcelamento do MEI estará concluído. As demais parcelas deverão ser pagas nas datas de vencimento indicadas nos DARFs.

É importante manter o pagamento das parcelas em dia para evitar juros e multas adicionais. Caso não seja possível cumprir com as parcelas, o MEI pode renegociar o parcelamento entrando em contato com a Receita Federal.

Perguntas Frequentes parcelamento microempreendedor individual

Perguntas frequentes sobre parcelamento de débitos do Microempreendedor Individual (MEI)

1. Quem pode parcelar débitos como MEI? * MEIs com débitos previdenciários e/ou tributários em aberto.

2. Quais débitos podem ser parcelados? * DAS (Documento de Arrecadação do Simples) vencidos; * GPS (Guia da Previdência Social) vencidos.

3. Qual o prazo para parcelar os débitos? * Até 60 meses (5 anos).

4. Qual o valor mínimo de cada parcela? * R$ 50,00 para débitos previdenciários; * Valor correspondente a 1% do DAS para débitos tributários.

5. Há juros e multas no parcelamento? * Sim, há juros, multa de mora e encargos. * Os juros e multas são calculados de acordo com a legislação vigente.

6. Como solicitar o parcelamento? * Pelo Portal do Empreendedor (www.gov.br/empresasimples); * Pelo aplicativo MEI Fácil; * Pelo Atendimento via Chat na página da Receita Federal (www.gov.br/receitafederal); * Nas unidades da Receita Federal.

7. Quais documentos são necessários para solicitar o parcelamento? * Número do CNPJ; * Nome completo; * CPF; * Endereço de e-mail; * Telefone de contato.

8. Posso desistir do parcelamento após a solicitação? * Sim, é possível desistir, mas o MEI será responsável por quitar o saldo devedor restante.

9. O que acontece se não pagar as parcelas em dia? * O parcelamento será cancelado e o MEI será responsável por quitar o saldo devedor restante.

10. O parcelamento afeta o Certificado de Regularidade do MEI (CRM)? * O parcelamento não afeta o CRM, desde que as parcelas sejam pagas em dia.

Reading next

caraicarai

Leave a comment

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.